Home / Recursos / Estudos / Tempo
Devocional
Pr. Davi F. M. Cáceres
sobre o autor
21/08/2012

TempoImprimir

TEMPO

 Se você mora ou conhece alguém que mora em um grande centro urbano, como São Paulo, já notou que uma das expressões mais usadas é: "A vida está corrida". Sem dúvida alguma está! O que, porém, queremos dizer com esta expressão? Minha impressão inicial é que não conseguimos fazer tudo o que temos que fazer num tempo hábil, sem ter que sacrificar algo. Como podemos pensar em usar o nosso tempo para ser um melhor mordomo daquilo que Deus nos deu? Não podemos mudar o tempo, ele é fixo e estamos "presos" a ele. Olhemos quais princípios bíblicos podemos usar para considerar o uso do tempo de modo piedoso.

Terça-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Ef. 5.1-16

1. A realidade da falta de tempo deveria nos conduzir a pensar em como podemos utilizar melhor o nosso tempo. Paulo utiliza uma construção muito importante em Ef.5.16 que é: "remindo o tempo". Este texto é fundamental para compreendermos como devemos usar o nosso tempo. O capítulo 5 de Efésios se inicia com uma ordem "sede, pois, imitadores de Deus" (vd. Ef.5.1). Essa deve ser o propósito da vida de qualquer cristão. Em seguida Paulo descreve como o cristão deveria se afastar de algumas das práticas mundanas que nos cercam (vd. Ef.5.3-14) e nesse contexto desafia a cada cristão a verificar se o seu caminhar é prudente (vd. Ef.5.15). O que seria um caminhar prudente? O primeiro aspecto do caminhar prudente é: viver como um sábio; e, o segundo aspecto é: remir o tempo, porque os dias são maus (vd. Ef.5.16). Nesse sentido, ser prudente em nosso viver passa por uma constante avaliação do nosso caminhar em sabedoria e um contínuo refletir se temos feito o melhor uso do nosso tempo. Mas o que seria remir o tempo neste contexto? Olhando para o contexto, remir o tempo é buscar em cada oportunidade que surge um modo de ser um melhor imitador de Deus. Eu não preciso esperar um momento específico, uma situação oportuna para imitar a Deus. Todo o momento é o momento certo! Se usar todo o momento para buscar a semelhança com Cristo, estou remindo o meu tempo. O que devemos pensar nesse momento é como temos remido o nosso tempo? Quando estou na empresa, em casa, no trânsito, entre amigos, em momentos de lazer, como posso remir o tempo nestas circunstâncias? Faça uma lista de quais são os momentos mais difíceis para você ser um imitador de Deus (remir o tempo) e o que você poderia fazer para alcançar esse objetivo.

Quarta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Mt.16.21-23; Jo.17.4; At.20.24; Rm.8.29

1. Uma das principais medidas para lidarmos melhor com o nosso tempo é o estabelecimento de prioridades. Se nós não sabemos para onde iremos, outros dirão por nós. Quando olhamos para vida do nosso Senhor Jesus Cristo temos a certeza de que Ele tinha clareza absoluta do propósito de sua vida e conduziu os Seus passos convicto para onde ia. Em Jo.17.4, Jesus diz que o alvo da vida Dele foi glorificar o Pai. Quando Pedro cogitou uma possibilidade diferente para a vida de Cristo, o próprio Senhor o repreendeu (vd. Mt.16.21-23). A clareza de propósito permitia a Cristo conduzir a Sua vida com retidão. Paulo sabia qual era o seu propósito de vida e deixa isso bem claro em At.20.24, "testemunhar o evangelho da graça de Deus". Depois ele escreve a igreja em Roma estabelecendo qual o propósito de todo o cristão "sermos conformes à imagem de Cristo" (vd. Rm.8.29). Temos, nas Escrituras, um claro estabelecimento do alvo da nossa vida que é "Glorificar a Deus através de uma vida conformada a imagem de Cristo". Com isso em mente sabemos para onde iremos e assim poderemos determinar onde investiremos o nosso tempo e os nossos esforços. Estabelecemos um propósito para nossas vidas a partir das Escrituras, mas qual é, de fato, o seu propósito de vida? Seja bastante franco, pois isso permitirá que você avalie as decisões de sua vida. Você pode perceber qual o seu propósito de vida avaliando onde você utiliza o seu tempo, os seus recursos, as suas capacidades, etc.

Quinta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Pv.15.23; Ec.3.1-8

1. Uma vez que temos um propósito bíblico estabelecido podemos agora caminhar em direção ao estabelecimento de orientações que podem nos auxiliar na utilização do nosso precioso tempo. A primeira orientação bíblica está em Ec.3.1-8 - O homem é incapaz de controlar a sua vida, pois tudo no Universo obedece o plano soberano de Deus. O primeiro versículo de Eclesiastes 3 estabelece que tudo tem um tempo determinado, quer pensemos em coisas grandiosas ou pensemos em coisas pequenas. O retorno da nação de Israel descrita nos livros de Esdras e Neemias estava determinado por Deus, assim como a palavra falada no tempo certo é boa (vd. Pv.15.23)! Eclesiastes ainda nos diz que nós não controlamos o tempo do nosso nascimento nem de nossa morte (vd. Ec.3.2). A primeira orientação sobre o tempo e o seu uso é a certeza de que Deus controla cada segundo, cada momento de nossas vidas. Imagine aquele dia onde você havia planejado sair com seus filhos, ou com seus amigos, ou mesmo ficar em casa descansando e tudo muda. Como lidar com essas mudanças? Primeira orientação bíblica, o homem é incapaz de controlar a sua vida, por isso confie que em cada momento Deus faz aquilo que Lhe apraz. Você pode dizer que confia no Senhor diante da nossa incapacidade de controlar o tempo? Descreva situações de sua vida onde você pode descansar no Senhor.

Sexta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Pv.1.6.1; Tg.4.13-17

1. Vimos até aqui que devemos remir o tempo, ou seja, ver todos os momentos como possibilidades de sermos a imagem de Deus. Depois consideramos sobre propósito da vida, que nos oriente e direciona os nossos passos. Em terceiro lugar, pensamos na certeza de que Deus controla todos os momentos (tempos) de nossa vida e nada está em nossa esfera de ação. Seguindo nossas orientações bíblicas olhemos para a segunda: Certos do alvo de nossas vidas devemos planejar os nossos dias, porém sem nunca desprezar o controle soberano de Deus. O homem trabalha facilmente com extremos. Num extremo temos aqueles que desejam controlar tudo, mas tudo mesmo, e se esquecem de que há um Deus que governa sobre todas as coisas (vd. Tg.4.13,14). No outro extremo temos aqueles que seguem a filosofia de vida de Zeca Pagodinho "Deixe a vida me levar, vida leva eu!". Ambos os extremos estão errados, pois não são bíblicos. O bíblia nos ensina a planejarmos os nossos dias e ações, mas certos de que tudo ocorrerá segundo o desejo de Deus. Ou seja, planos e planejamentos bons são aqueles que estão abertos às mudanças. Mudanças que são permitidas por Deus (vd. Pv.16.1; Tg.4.15-17). Quais são os seus planos? Você consegue descrever quais são os seus planos para este ano, para os próximos cinco e dez anos? Planeje a sua vida e confie no Senhor. Se você não tem planos, gaste um tempo precioso estabelecendo estes planos. Porém, não se esqueça: todo o momento deve ser usado para crescimento à imagem de Cristo; foque no propósito da vida estabelecido nas Escrituras; Descanse no fato de que Deus controla cada momento da sua vida; e, planeje.

Pr. Davi F. M. Cáceres
Autor
Pr. Davi F. M. Cáceres
Pr. Davi F. M. Cáceres
IGREJA BATISTA PEDRAS VIVAS - RUA GUACUMÃ, 535 - VILA CALIFORNIA, SP - VEJA O MAPACONTATOIBPV MAILINDIQUE A UM AMIGO
Indique um amigo *Campos obrigatórios