Home / Recursos / Estudos / Perdão
Devocional
Pr. Davi F. M. Cáceres
sobre o autor
31/01/2012

PerdãoImprimir

PERDÃO

 Depois de um mês sem devocionais, voltamos! Nesse retorno começaremos uma nova série de devocionais. Durante o último ano olhamos para diversos personagens bíblicos e tiramos lições preciosas para nossas vidas. Iniciaremos este ano com temas importantíssimos para vida cristã. Nosso primeiro estudo deste ano será sobre "Perdão" e meu desejo é que o Senhor trabalhe em nossos corações para que apliquemos o que aprendermos aqui em nossas vidas.

Terça-feira

Antes de definirmos o que perdão é, gostaria que chegássemos a algumas compreensões sobre o perdão. Levaremos alguns dias para estabelecermos estas compreensões.

TEXTO: LEIA O TEXTO DE II Sm.16.5-14; 19.16-23

1.  O rei Davi foi um grande estadista. Seu exército era poderoso, suas terras eram vastas e seus súditos o amavam. Porém, mesmo homens como o rei Davi tiveram que aprender a lidar com o perdão e a compreender o que o perdão é. Absalão, filho de Davi, havia se rebelara contra o governo do pai e tomara o seu trono. Durante sua fuga, um homem da cidade de Baurim, chamado Simei foi ao encontro de Davi e começou a amaldiçoá-lo. Suas palavras eram pesadas e suas ações causavam dor. Pare um momento agora e reflita sobre as suas experiências de falsas acusações, sofrimento e dor, quais foram as suas reações? Aliste-as. Um dos homens de Davi, chamado Abisai, ao ver o que Simei falava ao rei deposto desejava tirar a vida deste homem (Não é este, muitas vezes, o nosso desejo quando alguém nos ofende e nos gera dor e sofrimento, vê-lo morto?!). Davi, porém, nos ensina nossa primeira compreensão sobre perdão. Além de não permitir que Abisai matasse a Simei, Davi vê na pessoa de Simei alguém que o próprio Deus havia enviado para agir na vida dele (vd. II Sm.16.11). O perdão bíblico vê o ofensor como um instrumento de Deus em sua vida. Quais foram as situações de sua vida onde você teve que perdoar um ofensor e o viu como um instrumento de Deus em sua vida? Descreva a situação em que isso ocorreu. Num momento posterior, quando o trono havia sido reconquistado por Davi, Simei veio ao encontro de Davi para pedir-lhe perdão e novamente Abisai desejou matá-lo e Davi não permitiu antes, demonstrou claramente o seu perdão por deixá-lo ir (vd. II Sm.19.16-23). Olhando para o que vimos hoje, como a parte ofendida deveria ver o ofensor? Descreva que passos você pode dar para lembrar-se desta verdade diante de uma nova oportunidade que Deus lhe conceder.

Quarta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Gn.45.1-8

1. Pudemos estudar um pouco da vida de José em nossas devocionais passadas e como vimos, ele foi vendido por seus irmãos e sofreu com falsas acusações que lhe renderam anos de anos de prisão. Solto, Deus permitiu que assumisse uma posição elevada no reino do Egito. Sua posição lhe permitia governar toda a comida do Egito. A fome acometeu a vida dos irmãos de José que tiveram que ir até o Egito para comprar comida. Numa dessas visitas ao Egito para comprar comida, José revelou-se aos seus irmãos (vd. Gn.45.3). José pode desfrutar durante todo este tempo do cuidado soberano de Deus sobre sua vida a ponto de dizer que Deus o havia enviado a frente deles (vd. Gn.45.5). O fato dele estar na posição que ele estava, nos leva a pensar em nossa segunda compreensão sobre o perdão: o perdão vê as feridas provocadas em mim como a maneira de Deus chamar a minha atenção para as necessidades do ofensor. José não se esqueceu das ofensas cometidas contra ele, mas viu na situação a possibilidade de perdoar os seus irmãos e ser sensível as necessidades tinham. Ele não precisava ter vendido comida a seus irmãos, mas ele viu como poderia suprir a necessidade daqueles que lhe causaram dor e sofrimento. Diante desta compreensão de que o perdão vê as feridas provocadas em mim como a maneira de Deus chamar a minha atenção para as necessidades do ofensor, aliste quais necessidades você poderia suprir na vida daqueles que lhe ofenderam? Você já havia pensado nessa possibilidade de ver o perdão como uma oportunidade de amar/servir ao ofensor? Como isso muda suas ações daqui para frente?

Quinta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Rm.12.19-21

1. Vimos ontem uma compreensão sobre o perdão muito importante. Porém, ao não lidarmos com o perdão poderemos nos tornar amargurados. Paulo está orientando a igreja em Roma a como demonstrar amor sem hipocrisia (vd. Rm.12.9). Uma das maneiras de se fazer isso está descrita nos versos de hoje. Não deveríamos nos vingar de alguém que cometeu alguma ofensa que nos atingiu, antes deveríamos entender que o Senhor é vem vinga, pois a vingança pertence a Ele (Rm.12.19). No momento em que buscamos executar a vingança assumimos um direito que não nos pertence o de ser o juízo e executor da justiça. Assim chegamos a nossa terceira compreensão: o perdão vê que uma a atitude de amargura reclama para si um direito que não lhe pertence, direito de vingar-se e vê, também, que a vingança pertence ao Senhor. Você é uma pessoa amargurada? Descreva quais são as situações onde você mais busca executar "vingança com as próprias mãos". Qual deveria ser a atitude de uma pessoa perdoadora? (Leia e compare as atitudes de José em Gn.50.15.21 e do servo em Mt.18.23-35). Como você pode desenvolver uma atitude perdoadora nas situações que você descreveu acima.

Sexta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Nm.12.1-16

1. Moisés era um homem muito manso. Uma pessoa que estava sempre disposta a abrir mão dos seus direitos. Miriã e Arão eram, contudo, reivindicadores de seus direitos. Eles, principalmente Miriã, fizeram uma forte acusação contra Moisés. Deus, porém, ouviu a acusação contra Moisés e puniu a Miriã com uma lepra. Moisés, então, ora a Deus pedindo que ele cure a Miriã. Nossa última compreensão decorre desta perspectiva: o perdão reconhece que o ofensor já está recebendo as consequências de suas ofensas: Deus usa pessoas e circunstâncias para "cutucar" o ofensor para ele saber que não está agindo conforme a vontade de Deus. Moisés tinha clareza de que Deus estava punindo a Miriã por sua acusação e, por isso, roga a Deus. Diante de um ofensor que está passando por uma circunstância bastante difícil, qual é a sua oração? Descreva quais são os pensamentos que vem a sua mente quando alguém que lhe ofendeu sofre. Olhando para o modelo de Moisés, como você deveria agir com um ofensor? O perdão vê que você pode ser um cooperador com Deus na vida do seu ofensor.
 

Pr. Davi F. M. Cáceres
Autor
Pr. Davi F. M. Cáceres
Pr. Davi F. M. Cáceres
IGREJA BATISTA PEDRAS VIVAS - RUA GUACUMÃ, 535 - VILA CALIFORNIA, SP - VEJA O MAPACONTATOIBPV MAILINDIQUE A UM AMIGO
Indique um amigo *Campos obrigatórios