Home / Recursos / Estudos / Amizade
Devocional
Pr. Davi F. M. Cáceres
sobre o autor
04/09/2012

AmizadeImprimir

AMIZADE

 Espero que você seja alguém que tenha amigos. Eles são instrumentos de Deus em sua vida. Amizades, contudo, precisam ser cultivadas. Não acordo pela manhã dizendo: "Hoje farei muitos amigos!". Sinto te dizer, voltará para casa sozinho e frustrado. Gostaria, então, de refletir sobre este importante tema para o nosso dia a dia. Que Deus nos abençoe nesta tarefa.

Terça-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Gn.2.18-23

1. Relacionamentos foram criados por Deus e por isso deve ser entendido como algo excelente para o homem. Em Gn.2.18-23 vemos que após ter criado o homem a sua imagem e semelhança, Deus deu algumas atribuições a este homem. Uma delas foi nomear os animais (vd. Gn.2.19). O homem nomeou a todos, mas não se achou uma auxiliadora para este homem (vd. Gn.2.20). Ao olharmos para o verso 18 deste mesmo capítulo 2 vemos que Deus viu que o homem estava só e o próprio Deus lhe proveu relacionamento com alguém como ele (vd. Gn.2.21,22). Ao ver a mulher o homem muito se alegrou e declarou em palavras a sua completa correspondência com a mulher (vd. Gn.2.23). A mulher era aquela com quem o homem desenvolveria sua amizade, seu relacionamento. Não está em foco aqui somente o aspecto de intimidade física, mas de uma amiga alguém com quem ele poderia conversar, se alegrar, compartilhar da sua rotina, viver a vida comum. O mesmo seria o homem para a mulher, seu amigo e companheiro. Os relacionamentos humanos, as amizades foram criadas pelo próprio Deus e deveriam ser entendidas como sendo o desejo de Deus para o homem. Quem são os seus amigos? Aliste aqueles que fazem parte do seu círculo de relacionamentos com quem você pode compartilhar a vida, conversar das lutas e alegrias, encorajar e ser encorajado a uma vida mais piedosa.

Quarta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Mt.27.46; Jo.10.30; 14.16

1. Um dos motivos que entendo que o homem foi criado com a capacidade de relacionar-se é porque a própria Trindade relaciona-se entre si. Uma vez que somos criados por Deus e desfrutamos da imagem e semelhança Dele, assim como Ele se relaciona nós devemos nos relacionar, também. Os textos de Jo.10.30 e 14.26 mostram como há uma completa unidade entre os membros da Trindade. Mateus 27.46 evidencia a dor de Cristo na cruz ao ter o Seu relacionamento santo com Deus rompido pelo nosso pecado na cruz. Há um perfeito modelo de relacionamento e amizade expressos na Trindade e nós deveríamos olhar para a forma como Eles se relacionam para desenvolvermos os nossos relacionamentos. Busque exemplos bíblicos que demonstrem como os membros da Trindade se relacionavam entre si; aliste qual a atitude deles um para com os outros; avalie se você, em seus relacionamentos, tem expressado os mesmos padrões.
 
Quinta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Gn.2.18,24; Rt.1.16-18; I Sm.18.1-3; II Tm.4.11

1. Não só porque a Trindade se relaciona entre si devemos nos relacionar. Devemos desenvolver amizades pelo fato delas serem amplamente exemplificadas nas Escrituras. Temos inúmeros modelos de amizades sadias e bíblicas na Bíblia que podem servir de modelo para os nossos relacionamentos. Como já vimos, Gn.2.18,24 descrevem a amizade do primeiro casal. Rute 1.16-18 relata o compromisso humilde de Rute em acompanhar a sua (ex)sogra. Um desejo de abnegação em favor de alguém que tinha uma necessidade superior. O livro de I Samuel 18.1-3 descreve a amizade de dois homens, Davi e Jônatas, e o compromisso de preservar a vida de um e de outro. Jônatas sabia que Davi assumiria o trono de Israel que, teoricamente, seria seu. Ao invés de reivindicar os seus direitos legais e ele compreende sua posição diante de Deus e a posição que Deus havia dado a Davi. Ele não foi exigente em seu relacionamento. O apóstolo Paulo e Lucas nos deixam um modelo de amizade bastante saudável de amizade bíblica. Paulo preso, talvez, indo para os seus últimos dias de vida tem ao seu lado um amigo de longa data, Lucas (vd. II Tm.4.11). Mesmo no fim de seus dias, Paulo pode contar com o suporte deste amigo que o auxiliou durante toda a sua vida (leia o livro de Atos, buscando os momentos em que Paulo e Lucas estiveram juntos). Os relacionamentos dos homens e mulheres das Escrituras deveriam nos encorajar a querer cultivar relacionamentos sãos. Aliste outros exemplos bíblicos de relacionamentos sadios e quais as características que cada um deles apresenta. Você pode dizer que desenvolve as mesmas características nos seus relacionamentos? Descreva os motivos do por que sim ou do por que não.

Sexta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Pv.18.1; Jn.1.3-5

1. Infelizmente o pecado entrou no Mundo e os relacionamentos humanos que tinham tudo para expressar perfeitamente o envolvimento Trinitário, agora estão corrompidos pelo pecado. Relacionar-se se tornou um problema e a solidão é uma solução viável para o insensato (vd. Pv.18.1). A solidão deliberada é resultado de um coração arrogante e egoísta que só pensa em seus próprios interesses. O profeta Jonas é um exemplo marcante disso. Em Jn.1.3-5 sua ação foi tentar fugir até mesmo da presença de Deus. Seu desejo de ver a sua vontade atendida o fez buscar a solidão completa. Ele simplesmente não se importou com nada e com ninguém. O solitário só quer saber dos seus próprios interesses. O indivíduo pode estar cercado de pessoas e ainda assim ser um solitário. Quem você é? O solitário que busca os seus próprios interesses ou o amigo que visa edificar o próximo? Como você pode verificar isso em seus próprios relacionamentos? Descreva.

Pr. Davi F. M. Cáceres
Autor
Pr. Davi F. M. Cáceres
Pr. Davi F. M. Cáceres
IGREJA BATISTA PEDRAS VIVAS - RUA GUACUMÃ, 535 - VILA CALIFORNIA, SP - VEJA O MAPACONTATOIBPV MAILINDIQUE A UM AMIGO
Indique um amigo *Campos obrigatórios