Home / Recursos / Estudos / José e Seus Irmãos - Parte II
Devocional
Pr. Davi F. M. Cáceres
sobre o autor
28/06/2011

José e Seus Irmãos - Parte IIImprimir

JOSÉ E SEUS IRMÃOS - PARTE II

Os filhos de Jacó venderam a José, irmão deles. Jovem e numa terra estranha José mantém-se fiel a Deus mesmo diante da tentação de uma mulher ímpia e do sofrimento numa cadeia. O resultado dessa integridade e piedade é o esquecimento por longos anos. Nossa devocional desta semana enfatizará a segunda metade da vida de José.

Terça-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Gn.41.1-57

1. José fora preso devido acusação de tentativa de estupro da mulher de Potifar (Gn.39.14-20). Sua idade neste momento não deveria ser muito superior a 20 anos. Na cadeia ele conhece dois homens que eram funcionários de Faraó e para os quais ele interpreta seus sonhos. O padeiro morre e o copeiro é reintegrado a presença de Faraó, como Jose havia interpretado o sonho. Faraó tem um sonho que gera grande inquietação. Neste momento José é introduzido a história do Egito para interpretar o sonho do monarca que ao ouvir a interpretação coloca José numa posição de grande destaque e proeminência da nação egípcia. José tinha 30 anos quando estes fatos ocorreram. Talvez 10 anos seja o tempo decorrido da sua prisão até sua libertação. Dez anos de sofrimento sem ter cometido mal algum e em nenhum momento se vê José reclamando por sua condição de dor, sendo que as circunstâncias da vida de José não eram as mais favoráveis. Aliste 5 situações onde as circunstâncias se alteraram de modo a não favorecê-lo e descreva quais foram as suas reações nestes momentos.

2. Este trecho do livro de Gênesis nos mostra claramente como Deus transformou a vida de um homem esquecido num líder exaltado. Deus tem enorme prazer em preservar e cuidar dos Seus filhos amados e piedosos. Ainda que as circunstâncias não pareçam favoráveis, pode-se verificar a graça o cuidado de Deus sempre presentes. Aliste como Deus foi ou tem sido gracioso e cuidadoso na sua vida mesmo em meio a situações de dor e sofrimento. Leia o texto de Fp.4.11-13 e responda: (a) Em quais circunstâncias Paulo aprendeu a viver contente? (b) "Tudo posso naquele que me fortalece" não significa que Deus nos dará tudo o que nós queremos, mas que podemos passar por todas as adversidades, pois Deus nos fortalece. Assim como Paulo, relacione alguns momentos onde você pôde desfrutar do contentamento proveniente de Deus.

Quarta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Gn.42.1-38

1. O sonho de Faraó, interpretado por José sob a capacitação do Senhor, previa sete anos de grande abundância na terra e sete anos de extrema fome e escassez. José, dotado de grande sabedoria, orientou o Faraó a poupar no momento de grande fartura para usar no momento de falta (Gn.41.47-49). Todos vieram a Faraó para comprar mantimento quando a fome veio sobre a terra do Egito e nas outras terras, dentre estes estavam os irmãos de José (Gn.42.1-3). Na presença de seus irmãos, o piedoso José tem de lidar com as duras memórias do mal cometido a ele no passado (Gn.42.24a), enquanto os irmãos lutam internamente com a culpa de terem vendido a José (Gn.42.28-38). Como você reage quando está diante de pessoas que claramente lhe fizeram o que era mal e lhe causaram dano? Descreva. Leia o texto de At.7.54-60 e veja como Estevão expressou amor para aqueles que lhe apedrejavam. Aliste que passos você poderia dar para manifestar o amor de Deus na vida desta(s) pessoa(s)? Se você foi o promotor de sofrimento na vida de alguém, que passos você deveria dar para lidar com a sua culpa? Aliste (Sugiro a leitura de "Perdão - eu simplesmente não consigo me perdoar!", de Robert D. Jones, da Editora NUTRA Publicações, 2010).

Quinta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Gn.45.1-15

1. A ida para buscar comida no Egito não era um desafio fácil para os filhos de Jacó. Diversos temores cercavam os irmãos. Temores sobre sustento, questões familiares e sobre a própria vida exigiam que os irmãos tomassem difíceis decisões (Gn.43.1-14). Em determinado momento, contudo, José se revelou a seus irmãos. Este momento é marcado por grande emoção da parte de José e por grande apreensão da parte dos irmãos. A compreensão que José tem do motivo pelo qual ele foi vendido para o Egito é impressionante. Ele jamais se esqueceu dos que seus irmãos fizeram, mas ele pode ver o cuidado de Deus em meio ao sofrimento intenso (Memorize o texto de Gn.45.5). Olhe para o diário que você fez na semana passada e veja se aquilo que se passou nos seus pensamentos, nas suas reações, nas suas dúvidas e questionamentos, nas suas certezas e convicções assemelha-se as de José.

2. Aliste quais foram as ações de amor que José teve para com aqueles que causaram o mal para ele. Contraste com os passos que você alistou na devocional de ontem. Estabeleça ações para mudar o modo como você tem reagido aqueles que lhe causam dor.

Sexta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE Gn.50.15-21

1. A grande compreensão de José diante dessa situação de dor e sofrimento é ver o papel soberano e controlador de Deus e jamais questioná-lO, mas antes descansar nELe. Os versos finais da história de José mostram isso de modo marcante (Gn.50.20). Olhe para a sua vida e ore a Deus pedindo graça, não para não passar pela dor e sofrimento, mas para quando diante de uma situação como essa descansar nas mesmas verdades que sustentaram José - o controle soberano de Deus. Leia o Sl.139 e veja como Deus controla tudo da vida humana. Ore e louve a Deus, pois Ele sabe exatamente o que é melhor para ti. Descanse e confie, pois Ele cuida dos Seus filhos. "Intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem" (Gn.50.20).

Pr. Davi F. M. Cáceres
Autor
Pr. Davi F. M. Cáceres
Pr. Davi F. M. Cáceres
IGREJA BATISTA PEDRAS VIVAS - RUA GUACUMÃ, 535 - VILA CALIFORNIA, SP - VEJA O MAPACONTATOIBPV MAILINDIQUE A UM AMIGO
Indique um amigo *Campos obrigatórios