Home / Recursos / Estudos / Atributos de Deus
Devocional
Pr. Davi F. M. Cáceres
sobre o autor
14/05/2013

Atributos de DeusImprimir

ATRIBUTOS DE DEUS

Começo esta nova série de Devocionais com uma citação de C. H. Spurgeon de janeiro de 1855. "... A mais alta ciência, a mais elevada especulação, a mais poderosa filosofia que possa prender a atenção de um filho de Deus, é o nome, a natureza, a pessoa, a obra, as ações e a existência do grande Deus, a quem chama Pai. Nada é melhor para o desenvolvimento da mente do que a contemplação da Divindade. Trata-se de um assunto tão vasto, que todos os nossos pensamentos se perdem na sua imensidão; tão profundo que nosso orgulho desaparece em sua infinitude... Ao mesmo tempo que humilha e expande, este assunto é eminentemente consolador... Não conheço coisa que possa confortar mais a alma, acalmar as ondas da tristeza e da mágoa, pacificar os ventos da provação do que a uma meditação piedosa a respeito da Divindade". A sublimidade da pessoa de Deus, a grandiosidade de Seus feitos e a imensidão do caráter dEle são razões suficientes para nos debruçarmos num constante meditar sobre o Deus Trino. Esta nova série de devocionais visa auxiliá-lo nesta dinâmica de meditação, compreensão, devoção e consolação que somente o estudo da Palavra, focando o caráter de Deus, pode nos trazer. Meu desejo e oração é que sua vida seja edificada e que Deus seja exaltado com esta série de devocionais. Nesta semana pensaremos no por que devemos pensar em Deus. Soli Deo Gloria

Terça-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE ÊX.20.1-11; MT.22.36,37

1. Os Dez Mandamentos descrevem aquilo que o próprio Deus desejava que a nação de Israel observasse nas esferas legal, moral e espiritual. Podemos ver os Dez Mandamentos em duas direções. A primeira delas é vertical, o homem em relação a Deus. A segunda é horizontal, o homem em relação ao homem. Nosso foco está na primeira dimensão o homem em relação a Deus. Em Êx.20.3 vemos uma afirmação da exclusividade do Senhor sobre a nação de Israel. Somente Deus deveria ser adorado dentro da nação de Israel e nada mais. Segue-se em Êx.20.4 uma clara advertência para manutenção da singularidade de Deus. Não reduzam Deus a uma imagem, pois Ele é o único Senhor e nada pode assemelhar-se a Ele. A exclusividade e a singularidade se somem a reverência necessária quando nos referimos a Deus (Êx.20.7). Não deveríamos fazer do nome do Senhor um amuleto da sorte, o qual usamos indiscriminadamente para tentarmos satisfazer os nossos desejos. Deus deve ser visto em sua exclusividade e singularidade de forma reverente. Ao olharmos dessa forma nos deparamos com um momento onde devemos pensar em Deus, tanto no Seu caráter como nos Seus feitos (Êx.20.10). Um momento de refletir sobre quem Deus é e o que faz. Desde o início da nação o próprio Deus está dando a ela o privilégio de desenvolver um relacionamento íntimo com Ele. Jesus ao ser questionado pelos fariseus qual era o grande mandamento responde "amar a Deus com todo o coração, de toda a alma e de todo o entendimento" (Mt.22.36,37). Se o próprio Deus instruí a nação para pensar nEle e viver para Ele e Cristo orienta o mesmo, não resta-nos dúvida sobre o que devemos fazer diariamente. O que você pensa sobre Deus? Relacione quais são os seus pensamentos sobre Deus. Quanto do seu tempo você medita nestas verdades relacionadas. Quais são os maiores impeditivos para o seu considerar sobre o caráter a ação de Deus? Aliste-os. O que você pode fazer para amar o Senhor com todo o coração, alma e entendimento? Descreva.

Quarta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE SL.14.1-3

1. Ontem vimos que o meditar no caráter e feitos do Senhor era algo estipulado por Deus para a nação e corroborado por Cristo. O que ocorre, porém, ao desconsiderarmos Deus em nossas vidas? É sobre isso que o Sl.14 adverte. No primeiro verso deste Salmo há a descrição daquilo que se passa no coração do homem insensato "Não há Deus!". Aquele que não considera a existência de Deus real é um insensato. Pelo fato de não considerarem Deus os seus atos são completamente corrompidos e sua práticas são abomináveis. O resultado de tal afastamento de Deus é a loucura e praticas hediondas. Ao observar os filhos dos homem Deus não vê quem O busque e nem quem faça o bem (Sl.14.2,3). O resultado prática do não mais considerar, pensar e meditar sobre o caráter e os feitos do Senhor é a corrupção. Muitos até podem afirmar crer na existência de Deus, mas as suas práticas abomináveis refletem o contrário. Isso é o que poderíamos chamar de ateísmo prático. Deus não faz parte da vida do indivíduo. Seus dias não são repletos com o Senhor e nem sua vida avaliada pelas lentes do caráter de Deus. Insensatez! Como você pode evitar esse ateísmo prático em sua vida? Descreve o que você deveria pensar, fazer e ser.

Quinta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE SL.73.1-28

1. O Salmo 73 é um daqueles Salmos que se relacionam muito com a nossa realidade. A incompreensão de ver o ímpio prosperar faz com que o homem do Senhor incorra no erro de questionar o caráter de Deus. É isso que Asafe faz nos primeiros versos deste Salmo (Sl.73.1-15). Ao voltar a sua mente para o caráter de Deus e como Senhor age, Asafe pode perceber o fim dos ímpios e o fim dos justos. O ímpio encontrará o juízo da parte de Deus (Sl.73.27). Os justos, contudo, encontrarão o refúgio que somente o Senhor é capaz de suprir. A observação da realidade que nos cerca pode nos conduzir a questionar o caráter de Deus se não for feita com a lente do adequada. Todavia, a observação da realidade com a lente adequada nos conduzirá para um local tranquilo e seguro ao lado do Pai. Qual é a lente, então? Jamais deixar de pensar na vida a parte do caráter de Deus. Quando penso no corretamente sobre quem Deus é eu avalio vida de modo mais preciso e isso nos traz consolo. Quanto mais meditamos no caráter de Deus, tanto mais somos confortados por Ele. Qual a sua tendência: avaliar a vida com lente divina ou com a lente que questiona o caráter de Deus? Observe uma situações difíceis de sua vida que você questionou ou duvidou do caráter de Deus. Agora, descreva como você poderia pensar com a lente divina. Quais passos você pode dar em direção dessa mente que olha com a lente divina?

Sexta-feira

TEXTO: LEIA O TEXTO DE SL.19.14

1. Querido, espero que você tenha percebido a importância de meditar e refletir sobre o caráter de Deus. Primeiro porque Deus deseja que vivamos assim. Segundo porque nos afasta de um ateísmo prático. Terceiro porque nos preserva de questionar a Deus em meio as situações da vida e nos conduz para o refúgio que Ele nos dá. Para fecharmos a semana, este verso do Sl.19.14 nos chama a atenção pelo fato de que o pensar no caráter de Deus será feito com palavras. Não conseguimos pensar sem palavras! Assim até o nosso pensar em Deus deve ser agradável a Ele. Por isso, gostaria de estimulá-lo a escrever uma oração a Deus neste momento que reflita esse meditar agradável a Deus. Exalte ao Senhor com esta oração escrita, de tal forma, que suas palavras sejam agradáveis a Ele. Boa oração!

Pr. Davi F. M. Cáceres
Autor
Pr. Davi F. M. Cáceres
Pr. Davi F. M. Cáceres
IGREJA BATISTA PEDRAS VIVAS - RUA GUACUMÃ, 535 - VILA CALIFORNIA, SP - VEJA O MAPACONTATOIBPV MAILINDIQUE A UM AMIGO
Indique um amigo *Campos obrigatórios