Home / Igreja / Declaração de Fé
Declaração de Fé

I. Bibliologia

Afirmamos que as Escrituras, Antigo e Novo Testamentos, em seus 66 livros, sendo 39 do Antigo Testamento e 27 do Novo Testamento, foram dadas por inspiração divina. Homens santos foram movidos pelo Espírito Santo e registraram exatamente as palavras inspiradas por Deus.

Afirmamos que nos seus autógrafos originais, a Bíblia é verbal e plenariamente inspirada por Deus, inerrante e infalível em todos os seus registros e ensinos.

Afirmamos que a Palavra de Deus é a revelação proposicional de Deus, e constitui-se em autoridade final, total e plenamente suficiente para todas as questões de fé e prática, bem como para definir e lidar, em todos os seus aspectos, com todos os problemas não orgânicos do homem.

Mt.2.15; At.4.25,26; II Tm.3.16; II Pe.1.3; II Pe.1.20,21; 3.16

II. Teologia Própria

Afirmamos que Deus é espírito vivo e verdadeiro. Afirmamos que Deus é infinito e auto-existente, e que dirige todas as cousas segundo o conselho de Sua vontade.

Afirmamos que na unidade da Divindade há três Pessoas distintas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo, igualmente eternas e de mesma essência, porém distintas em subsistência e funções.

Afirmamos que Deus é totalmente santo, justo, amoroso, misericordioso, fiel, gracioso, presciente, onipotente, onipresente, onisciente, imutável e soberano.

Dt.6.4; Is.43.10,11; 45.5-7;At.5.3,4; 20.28; Mt.28.19; Jo.1.1,18

III. Cristologia

Afirmamos crer no nascimento virginal do Senhor Jesus Cristo e na Sua ressurreição corporal. Afirmamos que o Senhor Jesus Cristo é eternamente existente. 

Afirmamos que na Sua encarnação, assumiu natureza humana, porém, sem pecado, sendo totalmente homem e permanecendo totalmente Deus.

Afirmamos que Ele subiu ao céu corporalmente, glorificado, e que está assentado à direita do Pai, e que presentemente Ele é o nosso advogado junto ao Pai.

Mt.1.23; Jo.8.58; I Co.15.4; Hb.1.3,5-13

IV. Angelologia

Afirmamos crer na existência dos anjos como demonstrada pelo ensino das Escrituras. 

Afirmamos que os anjos que são seres criados, espirituais, pessoais, imortais, e que são dotados de um poder sobre-humano, porém, delegado. Afirmamos que são seres dotados de inteligência, gloriosos, numerosos e que ocupam diferentes posições.

Afirmamos que os anjos foram criados santos e que os que mantiveram a sua integridade pessoal e lealdade a Deus foram confirmados em santidade, bem como aqueles que desobedeceram foram confirmados na iniqüidade. Afirmamos que os anjos confirmados em bondade estão a serviço de Deus, enquanto que os anjos caídos estão a serviço de Satanás, opondo-se aos propósitos de Deus.

Sl.148.2,5; Lc.20.35,36; Jd.6

V. Antropologia

Afirmamos que o homem foi criado diretamente por Deus no sexto dia da criação. 

Afirmamos que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus, conforme as Escrituras, em santidade não confirmada, capaz de e desfrutando de livre comunhão com Deus, possuindo intelecto, emoção e vontade, em unidade material e imaterial, com domínio sobre toda a criação.

Afirmamos que na “queda”, um Adão literal rebelou-se contra Deus e por ato de desobediência trouxe condenação a si mesmo e a toda a humanidade, desfigurando a imagem de Deus no homem, e que todos os homens estão debaixo da condenação em decorrência do ato pecaminoso de Adão. Afirmamos que todos são pecadores por natureza e por conduta, isto é, por escolha própria, totalmente depravados, estando debaixo da justa condenação de Deus, incapazes de buscar a Deus e sujeitos a morte física e espiritual.

Gn.1.26,27; 1.31; Rm.3.10-18; 5.12-21; 6.23

VI. Hamartiologia

Afirmamos que o pecado não é mera casualidade, nem mera fraqueza ou mesmo ausência do bem, antes, é uma atitude errônea para com a Pessoa de Deus, para com a vontade de Deus, para com a Pessoa do Senhor Jesus Cristo e para com os homens, os quais, desde a queda de Adão adquiriram uma tendência ou inclinação natural para o erro.

Afirmamos que o pecado é toda e qualquer transgressão contra a vontade revelada de Deus ou falta de conformidade com essa vontade, quer em condição, quer por conduta, e que as Escrituras ensinam que como conseqüência, o pecado tem afetado os céus, a terra e seus habitantes, separando estes da glória de Deus.

Gn.3.17,18; Rm.3.23; 8.7; Tg.4.17

VII. Soteriologia

Afirmamos que Deus, pelo Seu amor e graça tomou a iniciativa da salvação do homem condenado, enviando Seu Filho sem pecado para morrer substitutivamente pelo pecador.

Afirmamos que a salvação é obra total da Trindade, em que o Pai é o planejador da redenção do homem, o Filho executou-a por meio do derramamento do Seu sangue na cruz, e o Espírito é o que convence o homem do pecado, da justiça e do juízo, habilitando-o a aceitar a salvação mediante a fé.

Afirmamos que, aceita a salvação mediante a fé, aquele que foi eleito segundo a soberana vontade de Deus, antes da fundação do mundo e que ao receber gratuitamente o dom da vida eterna mediante a fé, é declarado justo, reconciliado com Deus, estando assim apto a fazer parte da família de Deus, bem como seguro da salvação eterna de uma vez para sempre.

Jo.3.16; 6.47; Rm.9.11-18; Ef.1.4; 2.1-10; I Jo.5.13

VIII. Pneumatologia

Afirmamos crer no Espírito Santo, não como uma influência, mas como a terceira Pessoa da Trindade, possuindo toda perfeição da Divindade.

Afirmamos que o ministério do Espírito Santo na dispensação da igreja inclui inspiração, convencimento, regeneração, batismo do crente no Corpo de Cristo, selo da salvação, habitação no crente, santificação, conforto, iluminação, ensino, distribuição de dons, plenitude e intercessão, e que glorificar a Cristo é o foco do Seu ministério.

At.5.3,4; Jo.16.8,14; Rm.8.9

IX. Eclesiologia

Afirmamos que a igreja é formada de todos aqueles que foram regenerados, unidos pelo Espírito Santo ao Senhor Jesus Cristo, o qual é o cabeça da igreja, e batizados pelo Espírito em um só corpo, quer judeus ou gentios, passando a ter responsabilidades mútuas, todos, uns com os outros, para a manutenção da unidade do corpo.

Afirmamos que a igreja local é um “microcosmo” da igreja universal, o Corpo de Cristo, e é caracterizada pela assembléia voluntária de crentes, que andam em obediência a Cristo, com o objetivo de fazer a vontade de Deus (adoração, instrução, comunhão e evangelismo) e perseguir na vida pessoal a semelhança com Cristo, tendo líderes qualificados, cumprindo adequada e fielmente as ordenanças.

Mt.16.16-18; Rm.8.29; 12.5; I Co.11.17-34; 12.12-27; Ef.4.11-14; Tt.1.7-9

X. Escatologia

Afirmamos crer no retorno iminente do Senhor Jesus Cristo para receber a Sua igreja, e que cada crente comparecerá diante do tribunal de Cristo para julgamento das obras.

Afirmamos que após o arrebatamento da igreja haverá um período de sete anos de tribulação, durante os quais o Senhor derramará o cálice de Sua ira sobre a humanidade, e haverá livramento e salvação para Israel.

Afirmamos que a segunda vinda de Cristo à Terra em triunfo concluirá o período de tribulação e será estabelecido um milênio literal, em que Cristo reinará sobre a Terra, e que ao fim do milênio, o Senhor esmagará a rebelião final dos homens influenciados por Satanás, culminando com o grande Trono Branco, e a criação de novos céus e nova terra, e o estado eterno.

Is.65.17; II Co.5.10; I Ts.4.13-18; Ap.3.10; 20.4-6; 20.7-10; 21, 22


IGREJA BATISTA PEDRAS VIVAS - RUA GUACUMÃ, 535 - VILA CALIFORNIA, SP - VEJA O MAPACONTATOIBPV MAILINDIQUE A UM AMIGO
Indique um amigo Declaração de Fé *Campos obrigatórios