Home / Uma Palavra de Esperança
Uma Palavra de Esperança

 

"Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve." (Mateus 11.28-30)


Assistir a um telejornal, do início até o final, produz desesperança. Cansado e exausto, qualquer pessoa em seu estado normal, fará a pergunta mais óbvia e natural? Qual é o propósito da vida, afinal?

Um dia um ditador no exercício do poder arbitrário mata milhares de civis. No outro, um jovem mata dezenas de crianças indefesas. Um pai chora por não poder quitar suas contas e uma mãe chora porque vê seu filho dominado por um vício que o matará em poucos anos, ou quem sabe, em algumas semanas. O cenário no qual você e eu estamos envolvidos é de desespero.

Nessa hora encontro grande conforto quando abro a minha Bíblia e leio o texto acima. O Senhor Jesus sempre tem conforto a oferecer aos que estão exaustos com sua vida e desejam aceitar o convite para viver a vida que Ele, o Senhor, oferece. O Senhor se compadece de nós, de você, de sua situação, por mais dolorida ou conturbada que possa ser: "Vendo ele [Jesus] as multidões compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas, como ovelhas que não têm pastor" (Mateus 9.36). A Bíblia nos diz o que fazer quando tudo parece obscuro e sem esperança: "Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça [de Jesus], a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna".

O Senhor Jesus Cristo está pronto para ouvir e atender à sua oração agora mesmo. Entretanto, queremos apresentar a você um rápido resumo do que devíamos ser e do que nos tornamos. Contudo, queremos ir além. Queremos que você saiba como pode deixar a condição que tem hoje e desfrutar dos benefícios eternos que Deus oferece na Bíblia a todo aquele que crê em Jesus. O que você lerá a seguir não te tomará mais do que cinco minutos, mas certamente poderão ser os cinco minutos mais importantes de sua vida.

Enquanto você lê este pequeno texto, gostaria que você pensasse apenas em duas coisas: (1º) na sua vida e, (2º) naquilo que está escrito. Leia com bastante atenção e coloque-se nos fatos descritos, pois você poderá ao final se achegar "confiadamente junto ao trono da graça".
 

Quem você é?

Você é um ser humano, e como tal, faz parte da criação de Deus (Gênesis 1.26 e 27). Ao criar o homem Deus lhe concedeu algumas responsabilidades a fim de que o ser humano pudesse viver em obediência e comunhão plena com o seu Criador (Gênesis 1.28; 2.16 e 17). As ordens de Deus passavam pelo cultivo da terra, pela multiplicação da humanidade e pelo domínio dos animais. O ser humano era cuidado por Deus! Provido e suprido em todas as necessidades para sua existência (Gênesis 1.29-31). Deus, o homem (Adão) e a mulher (Eva), tinham comunhão plena.

Você pode dizer que tem comunhão plena com Deus? Não responda ainda! Continue a leitura.
 

No que falhamos?

Adão e Eva conviviam perfeitamente com Deus. Num mundo perfeito e cuidados pelo próprio Deus que criou tudo perfeito, imagine a grande alegria que desfrutavam!

Como manter esse relacionamento com Deus? Com uma decisão de obedecer e não comer da árvore do conhecimento do bem e do mal! Infelizmente, Adão e Eva, desejosos de ser como Deus, comeram da única árvore que Deus havia dado uma ordem clara e simples para não comer (Gênesis 3.1-7). Qual o resultado dessa decisão de desobediência? Morte! Morte não foi o fim, porque, de fato, morte não implica em fim, mas sim em separação. Assim, daquele momento em diante o homem, por livre vontade, desejou se separar definitivamente de Deus (Gênesis 3.23 e 24). E foi isso o que ocorreu. Nós nos separamos de Deus e permitimos que o pecado entrasse no mundo. Mundo este criado perfeito por Deus.

Daquele momento em diante todos nós estávamos debaixo da condenação do pecado, ou seja, da separação eterna de Deus - mortos. Pois todos nós somos pecadores e todos nós vivemos em pecado depois de Adão (Romanos 3.23 e I João 1.8). Assim, toda a humanidade estava condenada a morte eterna. Isto vale para mim e para você!

Você também pecou em Adão e está morto! O que fazer agora? Não desanime, vá em frente.
 

Como fomos libertos?

A humanidade estava morta, separada de Deus. A libertação do homem morto não poderia vir dele mesmo. Uma vez que o homem não tinha mais condições de viver em obediência a Deus devido o pecado - porque o pecado nos impede de manter uma vida de comunhão com Deus - para que o homem pudesse novamente ter comunhão com Deus, como ocorrera no momento em que fora criado, apenas alguém que fosse perfeitamente homem (para ser semelhante a nós) e perfeitamente Deus (para obedecer completamente a Deus) poderia trazer libertação da morte eterna e nos unir em um relacionamento com Deus.

Apenas uma única pessoa seria capaz de tomar tal decisão de amor por uma humanidade que decidiu livremente se afastar de Deus - Jesus Cristo (I João 3.16). Apenas uma única pessoa graciosamente daria seu único Filho para morrer em favor duma humanidade que se rebelou contra Ele - Deus (João 3.16; I João 4.9).

A decisão de Jesus Cristo foi de amor para com a humanidade e de plena obediência a Deus (João 17.4). O que Cristo decidiu? Ele decidiu morrer na cruz para nos reunir novamente com Deus em comunhão. A consequencia da desobediência era a morte, deste modo, a libertação implicava em derramamento de sangue inocente. Um Justo pelos injustos (I Pedro 3.18).

Apenas por meio de Cristo, que compadeceu-se de nós, podemos obter libertação da nossa condição de separados eternamente de Deus por causa de nosso pecado (Atos 4.12) e, somente, por meio dEle teremos a condição de vivermos em obediência a Deus, nos achegando ao trono da graça e desfrutando do alívio proveniente do próprio Pai. Todavia, obedecer a Deus através do crer em Cristo como o único meio de reconciliá-lo com Deus, implica em abrir mão daquilo que lhe dá grande prazer nos dias atuais. Tem um custo. Negar-se a si mesmo e viver como Cristo viveu!
 

Esta é sua realidade longe Cristo:

   •  Separado de Deus eternamente (inferno)

   •  Sem esperança presente e futura

   •  Inimigo de Deus por causa do seu pecado
 

Esta é a realidade de quem crê em Cristo:

   •  Amigo de Deus eternamente (céu)

   •  Seguro de desfrutar da presença de Deus presente e futura

   •  Um pecador liberto da condenação do pecado
 

Como deixar a sua realidade longe de Deus e reaproximar-se dEle:

   1º  Reconhecer que você é um pecador (pecador é aquela pessoa que em todas as decisões da vida age de modo contrário a Deus).

   2º  Reconhecer que Deus enviou seu único Filho, perfeitamente Deus e perfeitamente homem, para pagar o preço do pecado que é a morte. Porque Ele te amou e compadeceu-se de ti, Ele te dá a oportunidade de achegar-se a Ele.

   3º Reconhecer que Cristo ressuscitou e nos trouxe libertação completa do pecado, para que desfrutemos eternamente da presença de Deus. Pleno e completo alívio.

Você sabe quem você é agora. Você sabe qual a sua condição. Você sabe o que Cristo fez por ti. Você sabe que está diante de uma decisão que mudará o destino eterno da sua vida e que poderá de levar para junto de Deus. Isto tem a ver com o seu destino junto de Deus (céu) ou distante de Deus eternamente (inferno). O que você decidirá?

Pensou na tua vida e no que está escrito? Leu com bastante atenção colocando-se no relato? Este é um momento muito oportuno para você se achegar a Deus com uma singela oração:

"Deus Pai, eu reconheço que o Senhor me criou e que devido o meu pecado estou separado de Ti. Reconheço que o meu destino eterno era viver separado de Ti, morto eternamente. Mas, devido a Sua infinita graça, misericórdia e bondade, o Senhor me concedeu a oportunidade de descobrir o sentido da vida e um caminho de alívio e consolo. Este caminho é único e é CRER EM CRISTO JESUS COMO SALVADOR DA MORTE ETERNA E DOADOR DA VIDA ETERNA, BEM COMO SENHOR DA MINHA VIDA. Pai, eu creio que sou pecador e que só o Senhor Jesus traz consolo ao meu coração e me assegura significado à vida presente e esperança para eternidade. Que Seu Espírito Santo habite em mim. No nome do Senhor Jesus Cristo, Amém!"

Se você orou e verdadeiramente entendeu esta verdade, gostaria muito de me alegrar com você e nossa igreja está de portas abertas para recebê-lo e alegrar-se com você também. Entre em contato conosco que teremos o enorme prazer de conhecê-lo e desfrutarmos juntos da alegria e esperança que Deus nos propõe. Deus o abençoe ricamente!
 

 

IGREJA BATISTA PEDRAS VIVAS - RUA GUACUMÃ, 535 - VILA CALIFORNIA, SP - VEJA O MAPACONTATOIBPV MAILINDIQUE A UM AMIGO
Indique um amigo *Campos obrigatórios